29 de dezembro de 2012

"VICTOR"


Vem, meu Victor
aponta-me com teu mastro 
rijo
o caminho que sigo
por onde me perco te acho
afago e reconheço
meu vício

Vem, Victor meu
virtuoso maestro
me rege com a tua batuta
deixa eu subir no teu palco
me toca um hino
profano 
badalo dentro do sino

Vem, Victor
com tua pedra bruta
e rara
avalanche na minha gruta
que se enche em ti
surta e cura
nessa orgia santa
que a gente sente
sente
muito

intensamente

.


(Isadora Blaze)


4 comentários:

  1. Valeu, Tarcisio, obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  2. belo heterônimo - Isadora adora musa surta,cura,é para os fortes!

    ResponderExcluir